Material para artesanato

5 motivos pelos quais você deve fazer bricolagem

Escrito por Casa das Artes

Reformar um móvel antigo, trocar uma lâmpada, mudar o puxador da gaveta do armário, pintar uma parede ou até customizar aquela roupa velha: tudo isso é fazer bricolagem, e você provavelmente já realizou alguma dessas tarefas sem nem imaginar o nome dado a essa técnica.

O termo, que se origina da palavra francesa bricolage, refere-se à prática de realizar trabalhos sem necessariamente recorrer à ajuda de um profissional. Aqui no Brasil, a bricolagem se tornou o famoso “faça você mesmo” (ou DIY, sigla vinda do inglês “do it yourself”).

Muitos desses reparos são bem simples e de fácil execução. No post de hoje, separamos 5 motivos pelos quais você deve adotar práticas de bricolagem no seu dia a dia. Vamos conferir quais são eles?

1. Desenvolvimento de habilidades

Quando nos desafiamos a criar, consertar ou reformar objetos, ampliamos nosso conhecimento sobre como eles são construídos e como funcionam. Além disso, nos tornamos mais independentes e aptos a resolver eventuais problemas quando esses objetos estragam, sabendo exatamente o que comprar, quais ferramentas utilizar para consertá-los e como avaliar se um serviço foi ou não bem feito.

Fazer bricolagem é ampliar nossas habilidades manuais e, ainda, elevar parâmetros avaliativos. Para começar a se arriscar nas tarefas manuais, pesquise tutoriais em sites especializados em DIY — como blogs e canais no YouTube — e escolha trabalhos mais simples — como customização de roupas e objetos decorativos, por exemplo. Depois que tiver familiaridade, invista em desafios mais difíceis, como reformar um móvel antigo.

É importante lembrar que, para bons resultados, deve-se agir com o máximo de segurança. Colocar um prego na parede, usar spray para pintar um móvel ou trocar a resistência de um chuveiro podem causar pequenos acidentes. Por isso, sempre utilize equipamentos de proteção como óculos, luvas, aventais e calçados.

Observe também se você está utilizando as ferramentas corretas para cada conserto e tenha atenção redobrada ao usar equipamentos ligados na corrente elétrica, como pistolas de cola quente e furadeiras. Quando manuseadas de modo incorreto, elas podem causar queimaduras e cortes, além de choques quando conectadas à tomada. Portanto, sempre use luvas para utilizar essas ferramentas e verifique se os fios dos equipamentos estão em bom estado.

2. Economia de tempo e dinheiro

Se você sabe consertar um objeto e criar produtos, você pode dispensar o serviço de um profissional. Além de cobrar mais caro, esse profissional pode demorar a concluir a tarefa, dependendo de sua disponibilidade.

O conserto de um móvel, por exemplo, pode levar dias, semanas ou meses para terminar. Mas, se você souber como repará-lo, poderá gastar apenas algumas horas ou uma parte do seu final de semana.

Para otimizar ainda mais seu tempo, antes de iniciar os reparos ou a customização de uma peça, verifique quais materiais irá precisar, bem como, tamanho, espessura, cor, textura etc.

Uma dica importante é conferir medidas, dimensões e especificações dos materiais (como em quais superfícies é possível ser aplicado), tamanho e gramatura de pincéis, etc. De preferência, compre-os online ou pesquise em uma loja que tenha tudo que você necessita.

No caso da compra via internet, é ainda mais prático, seguro e confortável, pois assim você evita filas e também não carrega peso. Escolha um site de confiança com grande variedade de produtos de qualidade. Assim, a tendência é que você receba tudo junto para pôr a mão na massa com todos os produtos ao alcance.

3. Diversão

Hoje, sabe-se que as tarefas manuais possuem grande potencial no combate à ansiedade e ao estresse. Segundo pesquisas realizadas pelo Instituto de Psicologia e Controle do Estresse (IPCS) em fevereiro de 2017, entre as principais recomendações cientificamente eficazes para enfrentar esses males estão: boas noites de sono, respirar calmamente e investir em trabalhos manuais, que geralmente possuem caráter terapêutico.

É gratificante criar, consertar e customizar algo feito pelas nossas próprias mãos. Além disso, é divertido aprender técnicas de criação, combinando cores e texturas. Por isso, a bricolagem é relaxante e prazerosa, pois nos permite sair das atividades da rotina e esquecer os problemas.

4. Sustentabilidade

Se a bricolagem diz respeito ao reparo e à transformação de materiais e objetos, logo envolve também sustentabilidade. Ao dar novas funções a objetos que seriam descartados (como vidros, papelão ou caixotes de madeira), você contribui não apenas para o exercício de sua criatividade, mas também para a preservação do meio ambiente.

Segundo estimativas da ONU, o lixo produzido no mundo será 70% maior até 2025. No Brasil, em 2015, passamos a produzir 79,9 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos — 1,78% a mais do que no ano de 2014, — de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe). Cada brasileiro produz aproximadamente 1 kg de resíduo por dia.

Por isso, consertar, reaproveitar e transformar materiais e objetos, ao invés de comprar itens novos, tem sido uma das melhores maneiras de diminuir o acúmulo de lixo. Assim, para além da conscientização ambiental, as tarefas manuais de reaproveitamento e reparação dizem respeito também ao consumo sustentável. A natureza e o bolso agradecem!

5. Renda extra

Reformar móveis antigos, customizar roupas que não se usa mais, criar seu próprio material decorativo de festas: todas essas funções podem ser aproveitadas para ganhar um dinheiro extra. Em tempos de produtos impessoais produzidos em larga escala, a transformação de objetos em artigos únicos e personalizados é um grande diferencial.

Aproveite as redes sociais para divulgar seu trabalho e vendê-lo! Publique fotos, use hashtags, marque os amigos e compartilhe ao máximo suas produções artísticas.

Como você pode notar, são muitas as razões para fazer bricolagem no seu dia a dia. Seja como hobby, para ter uma renda extra ou para consertar algo da sua casa, aderir à bricolagem traz inúmeros benefícios.

Tenha sempre equipamentos de proteção em mãos e não se esqueça que cada atividade tem seu tempo específico de realização e grau de dificuldade. Não tenha pressa e exercite sua criatividade!

Gostou do conteúdo e quer aprimorar suas técnicas de bricolagem ainda mais? Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba no seu e-mail todas as novidades que compartilhamos aqui no blog!

Sobre o autor

Casa das Artes

Deixar comentário.

Share This