Material para artesanato

5 passos para descobrir se o site é confiável para fazer compras

como saber se o site é confiável
Escrito por Casa das Artes

A popularização da internet e o crescimento do número de lojas virtuais permitiram que as compras online se tornassem uma atividade comum para o brasileiro. Apesar das vantagens relativas à praticidade e à facilidade de comparações de preços, ainda é preciso estar alerta e verificar se essas lojas são seguras. Mas como saber se o site é confiável?

Neste post, vamos explicar em 6 passos como descobrir se o site em que você deseja fazer as suas compras é seguro, para que você possa inserir seus dados pessoais e informações de pagamento com tranquilidade.

Acompanhe!

1. Analisar a aparência do site

Em uma primeira análise, você deve procurar por indícios de que o site foi produzido com cuidado, para deixar o cliente à vontade, para que ele tenha uma boa experiência enquanto estiver navegando por ali.

Muitos erros de português, botões que não funcionam e um visual simples demais podem indicar que o site foi feito às pressas, sem profissionalismo, algo que compromete a sua credibilidade.

Mas, cuidado! Também há páginas fraudulentas com aparência sofisticada. Por esse motivo, vale a pena verificar os outros passos que listamos a seguir.

2. Pesquisar sobre a reputação do site no Reclame Aqui

Outra forma de saber se a loja é confiável é procurando pela opinião de pessoas que já realizaram alguma compra por meio dela. Uma das melhores fontes para encontrar essa informação é o Reclame Aqui.

Nessa página, você consegue fazer uma pesquisa pelo nome da empresa, a fim de descobrir a reputação desta a partir das reivindicações dos usuários.

A plataforma fornece dados como a porcentagem de reclamações que a loja atendeu, qual a proporção de problemas solucionados e o percentual de clientes que voltariam a fazer negócio.

Com base nessas métricas, o Reclame Aqui determina se a empresa é indicada ou não.

3. Conferir na lista do Procon os sites a se evitar

A Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) mantém a lista “Evite esses Sites” atualizada, com páginas que tiveram reclamações registradas pelo órgão, mas não foram encontradas ou não se manifestaram para resolver essas questões.

Trata-se de uma tabela que mostra o endereço do site, o nome da empresa ou do responsável, o CNPJ ou CPF e a sua situação (se ele estava no ar ou não na data de inclusão na listagem).

4. Verificar as redes sociais da empresa

Mais uma medida importante é checar as redes sociais da loja em busca de aspectos que reforcem a sua credibilidade.

Veja primeiro se há algum tipo de avaliação por parte dos clientes. Nas páginas comerciais do Facebook, por exemplo, há um espaço com a média de avaliações da empresa, contabilizada segundo as notas que os usuários podem deixar (de uma a cinco estrelas).

Depois, confira se a loja costuma atualizar os perfis nessas redes. Perfis abandonados podem significar algo suspeito.

Por fim, verifique os comentários dos usuários. Descubra o que eles têm a dizer sobre aquela marca. Procure saber também se ela responde de volta e se as respostas são solícitas ou mal-educadas.

5. Verificar o certificado de segurança

Esta etapa é um pouco mais técnica, mas ainda assim um método bem fácil para examinar se as transações no site estão protegidas e se ele está preparado para receber as suas informações (e-mail, número do cartão de crédito, senha de acesso etc.) de forma segura.

Estamos falando da verificação do certificado de segurança, ou certificado SSL.

Esse certificado é emitido por autoridades certificadoras como Certisign, Verisign e Comodo, que trabalham com segurança digital e verificam se o site realmente oferece segurança para o envio e recebimento de dados.

Existem duas maneiras de conferir se o site conta com essa proteção:

Selo de segurança

A primeira é procurando um selo que atesta a segurança daquela loja virtual.

Em geral, é uma imagem que fica no rodapé da página, contém o nome da autoridade certificadora e deixa claro que o site é “seguro”, “verificado”, “protegido” ou algo nesse sentido.

Basta clicar nessa figura e você será direcionado para uma página da entidade. Se tudo estiver correto, ela mostrará que o site é seguro.

Domínio /https

A segunda forma é verificando se a barra de endereço do seu navegador exibe um cadeado — geralmente à esquerda da URL — quando você vai fazer um cadastro ou login na loja virtual em questão.

Isso quer dizer que a conexão é segura.

Se você clicar no cadeado, poderá ver mais detalhes que demonstram que o certificado é válido, como a organização que o emitiu e a data de vencimento.

E, se você reparar, o endereço de um site seguro começa por https e não por http.

Como você viu, é necessário seguir alguns passos para verificar se um e-commerce é confiável. Contudo, são consultas simples que valem o esforço.

Assim, você não terá dores de cabeça com as compras online e nem sofrerá com golpes ou outros tipos de fraude que, infelizmente, ocorrem com frequência na internet.

Saber se o site é confiável é uma tarefa simples, que pode evitar problemas mais sérios no futuro.

Preze sempre por lojas respeitadas quando for comprar seus materiais de artesanato. Para obter mais informações, entre em contato conosco por meio do chat, telefone ou e-mail!

Sobre o autor

Casa das Artes

Deixar comentário.

Share This