Curso de arte

Arte na educação infantil: o papel dela na formação de seus filhos

arte na educação infantil
Escrito por Casa das Artes

A infância é o período onde recebemos os estímulos que vão desenvolver muitas habilidades úteis à vida adulta. Além de disciplinas tradicionais da aprendizagem formal, o papel da arte na educação infantil também é muito importante, tanto na escola, quanto em casa.

Este artigo vai apresentar as principais vantagens da arte para a formação da criança e como cada tipo de atividade pode contribuir para o desenvolvimento dela. Acompanhe!

Aumenta a criatividade

A arte é um cenário maravilhoso para que a criança fortaleça a sua criatividade.

Todas as modalidades artísticas conseguem estimular o intelecto infantil porque provocam a imaginação, e fazem com que a mente dos pequenos voe para além do óbvio.

Seja em um desenho, fazendo um teatrinho ou com música, a criança conta uma história com aquele projeto.

Existe um contexto com começo, meio e fim criado por ela. Para dar conta disso, a criatividade deles entra em ação e fica maior a cada dia.

Papel da arte na educação infantil: mostra relação entre desenho e alfabetização

Não é só a criatividade que é estimulada quando as crianças desenham. Quando os pequeninos dão os seus primeiros rabiscos estão também se preparando para a escrita.

Assim como aconteceu com nossos ancestrais, que antes de falar e escrever, contaram suas histórias em desenhos nas paredes, as crianças também começam a se expressar com rabiscos.

A letra nada mais é do que um desenho padronizado e com um significado específico, portanto, ao desenhar, as habilidades manuais e cognitivas se preparam para a escrita.

Isso não quer dizer que seja apenas uma etapa e que depois da alfabetização a criança não precise mais desenhar.

Ao contrário, os pequenos devem ser estimulados a elaborar melhor os seus desenhos e se aventurar por novas técnicas.

Incentiva o desenvolvimento cognitivo e motor

As pequenas obras de arte funcionam como um estímulo a habilidades cognitivas.

As atividades permitem que a criança faça associações entre as diferentes referências que ela absorveu, e a cada ano os processos de reflexão e planejamento da mente infantil vão ficando mais complexos.

O melhor desenvolvimento da capacidade cognitiva é um elemento facilitador para que a criança absorva o conteúdo da aprendizagem formal de escolas e cursos.

Outra vantagem que a arte proporciona é a melhoria da coordenação motora.

Qualquer atividade manual ou corporal que a criança desempenhe regularmente vai desenvolvendo a capacidade de usar os músculos e de controlar movimentos. Isso colabora com a caligrafia e uma série de outras técnicas.

Ajuda a expressar as emoções

As emoções fazem parte da vida de qualquer pessoa e com as crianças não é diferente. No caso delas, o mundo é um palco de novidades que elas vão descobrindo e tentando se relacionar.

Elas ainda não aprenderam as reações que são comuns para os adultos, quando vivem as situações cotidianas, nem conhecem formas de expressar o que sentem com palavras, então, a arte é uma ferramenta para manifestar essas sensações.

Ao desenhar, cantar, dançar ou interpretar personagens, as crianças expressam as emoções que estão sentindo. Assim, elas aprendem a se comunicar e a se conectar com seu estado emocional.

Desenvolve a sensibilidade de interpretar o mundo ao seu redor

Quando a criança desenha, escolhe cores e tenta criar formatos, esses esforços trabalham o reconhecimento que elas tem de si e do mundo ao seu redor.

O mesmo acontece quando modelam uma massinha, elas absorvem as informações externas que recebem e interpretam naquela obra.

Há, ainda, crianças que gostam de brincar criando e representando personagens, muito mais do que uma diversão, trata-se de uma manifestação artística.

E nessa atividade elas trabalham a sua capacidade de interpretar as características do outro, desenvolvem  sensibilidade e também a habilidade de observação.

Ensina os limites do corpo

A dança é uma arte muito poderosa para o desenvolvimento infantil. Ao fazer movimentos de dança, ainda que nas primeiras tentativas, a criança ganha noção dos limites do corpo e das possibilidades de locomoção que ele tem, trabalhando a noção de espaço e coordenação motora.

E as vantagens não são só essas, a dança também é uma forma do pequeno expressar suas emoções, desenvolvendo sua linguagem corporal.

E ainda funciona como uma forma de liberar energia, sendo saudável para o corpo e para a mente.

Incentiva a percepção crítica do mundo

Quando uma criança desenvolve qualquer uma dessas atividades — desenho, dança, modelagem de massinha, pintura, representações e cantorias — ela pensa sobre o que absorveu do mundo à sua volta para colocar ali naquela atividade.

Ao pensar e materializar sua percepção, ela já vai desenvolvendo uma postura crítica sobre a realidade. Ao não assumir um papel passivo diante de uma situação e ser estimulada a criar algo, ela aprimora o seu senso crítico.

Conhece novas técnicas

A arte é importante em todas as fases da educação, por isso, deve ser sempre incentivada. Mas, atenção, incentivar não é superestimar qualquer rabisco que a criança tenha feito. Principalmente quando ela já está maior, alfabetizada e com alguma coordenação motora desenvolvida, deve ser estimulada a aprimorar suas habilidades artísticas.

Observe com qual modalidade a criança se identifica mais e a provoque para se aventurar em projetos mais complexos, para que ela conheça e desenvolva técnicas novas.

Se ela demonstrar vontade e for viável, matricule a criança em um curso para estudar a técnica artística que mais se identifica.

É importante respeitar a vontade do pequeno e não forçá-lo a fazer determinada arte porque tem mais prestígio, dá mais retorno ou somente porque os pais também fizeram. Identificação e vocação são fundamentais para o desenvolvimento de um artista.

Ficou claro que a arte vai ajudar a formar um adulto mais inteligente, habilidoso e crítico, certo?

Por isso, toda vez que ver seu filho desenhando ou fazendo qualquer outra atividade artística tenha consciência de que ele está contribuindo com a própria educação.

Para ajudar, estimule que ele tenha acesso a outros materiais, texturas, cores e referências, claro que sempre adequados à idade dele, essa atitude vai potencializar o papel da arte na educação infantil de ser uma poderosa aliada.

Quer aprender mais sobre as possibilidades da arte? Siga-nos no Facebook e Instagram!

Sobre o autor

Casa das Artes

Deixar comentário.

Share This