Curso de arte

Como fazer patchwork? Aprenda aqui!

como fazer patchwork
Escrito por Casa das Artes

Em meio à rotina estressante e corrida dos nossos dias, dedicar-se a algum tipo de artesanato é uma verdadeira terapia. E, por falar nisso, você sabia que o patchwork é uma ótima maneira de relaxar e se distanciar das preocupações?

No post de hoje, mostraremos a você como fazer patchwork, um trabalho de costura diferente e muito delicado que pode garantir horas de diversão e também uma renda extra. Vamos começar?

O conceito do patchwork

Para entender melhor esse artesanato, vamos à origem de seu nome. Em patchwork, temos duas palavras inglesas: patch, que significa retalhos, e work, que corresponde a trabalho. Sendo assim, patchwork é um “trabalho com retalhos”.

O ato de tecer é algo que está ligado ao desenvolvimento da humanidade. A tecelagem é uma das formas mais antigas de artesanato. Com o passar do tempo e o surgimento de novas ferramentas e outras necessidades, esse trabalho foi evoluindo: surgiram a costura, as máquinas, a tecnologia e, assim, o trabalho tornou-se mais fácil e prático.

O patchwork, nesse contexto, é uma técnica que consiste em reunir retalhos de formas e estampas variadas para formar colchas, almofadas, panos de prato, jogos americanos e outros trabalhos com a combinação de variados tecidos.

Além de acalmar a mente, quem gosta de arte e costura pode usar o patchwork como uma fonte de renda extra, como comentamos no início do post. Afinal, é um trabalho artesanal bem valorizado.  

Os materiais necessários para fazer patchwork

Se você gosta de artesanato e tem vontade de se aventurar com o patchwork, vale a pena investir em um kit básico para começar a dar asas à sua criatividade. Veja quais são os itens essenciais:

Base para corte

Como a própria tradução do nome lembra, você vai cortar bastante tecido, por isso, é preciso de uma base para corte. Caso você pretenda fazer cursos e se especializar, invista inicialmente em um modelo de 45x60cm.

Cortador circular

Depois da base, falta algo para o corte, e os cortadores circulares são os que mais oferecem precisão e agilidade. 

Com o passar do tempo, em vez de comprar um novo, basta substituir a lâmina com um refil. Lembre-se de que a lâmina do cortador é extremamente afiada, por isso, tenha cuidado ao manusear o equipamento!

Régua para patchwork

Para auxiliar ainda mais no corte do tecido, tenha um régua para patchwork. Normalmente, os modelos são feitos de acrílico com marcações. Você pode começar com uma de 15x30cm.

Hoje, você encontra réguas em formatos de coração, borboleta, entre outros, e, assim, pode deixar o seu trabalho ainda mais elaborado.

Outros materiais

Além dos utensílios que falamos acima, não se pode esquecer da base do patchwork, que é o tecido. É possível variar em tipo, tamanho, cor e textura, no entanto, saiba que os 100% algodão são os de maior qualidade e estabilidade.

Para trabalhar com esse tecido, não podem faltar linhas, seja da cor correspondente ou contrastante, lápis para marcações, tesoura para o corte de linhas e moldes, cola para tecido e, por fim, alfinetes, aliados das costureiras. Procure, de início, por alfinetes longos, de segurança, e um alfineteiro.

E,na hora de dar vida a todos os retalhos, uma boa máquina de costura faz diferença.

O passo a passo de como fazer patchwork  

Aprenda, agora, a fazer um patchwork simples em um pano de prato, uma toalha de rosto, uma fronha, ou até mesmo capa de almofada.

Uma dica: antes de cortar os retalhos, lave-os com sabão neutro, espere secar e passe com o ferro. Isso impede que eles encolham e manchem.

Você vai precisar de:

  • pano de prato; 
  • moldes do desenho que preferir;
  • papel cartão;
  • papel carbono;
  • lápis (normal e para tecido);
  • tesoura;
  • papel termocolante;
  • tecidos;
  • termolina leitosa;
  • agulha;
  • linha;
  • ferro de passar;
  • acessórios para detalhes.

1º passo: escolher um molde

Escolha, na internet, um molde, em boa qualidade, de um desenho que te agrade. Pode ser de coruja, flor, gato, coração… aquilo que combinar com o tecido escolhido e, claro, os seus gostos pessoais.

Coloque o papel cartão por baixo do papel carbono e a folha impressa com o desenho por cima. Faça o contorno para transferir o risco para o papel cartão.

Para pular essa etapa, você tem a opção de imprimir o molde em um papel de gramatura mais grossa e, depois, recortá-lo. 

2º passo: preparar o papel termocolante

Coloque o molde que fez na parte lisa do papel termocolante e contorne. Corte, em seguida, deixando sempre sobras em torno do desenho. Faça isso com o tanto de moldes que deseja passar para o pano de prato. 

3º passo: colar o papel termocolante no tecido

Nessa parte, você coloca o papel termocolante desenhado no avesso do tecido que vai recortar e passa o ferro por cima, em temperatura média, por cerca de quatro segundos. Espere esfriar.

4º passo: recortar e colar o tecido

Recorte o tecido sobre a linha do molde no papel termocolante. Retire a película protetora dos apliques e cole onde desejar, no pano de prato. Passe o ferro novamente para fixar o desenho.  

5º passo: pincelar termolina leitosa

Ao pincelar a termolina leitosa nas bordas do aplique, você impede que ele desfie. Não se esqueça de fazer um teste com termolina nos tecidos que estiver usando, para evitar manchas.

6º passo: ponto caseado

Esse ponto é bem característico dos trabalhos de patchwork. Primeiro, passe a agulha no aplique, de baixo para cima, e segure, com um dedo, a linha inclinada para um dos lados.

Passe, então, a agulha por cima do aplique e, na volta, a passe por cima da linha que você estava segurando inclinada. Um anel vai se formar ao puxar a linha. Para fechar o ponto, puxe a linha e a agulha sem força para o lado em que está a inclinação.

Os outros pontos devem ser feitos da mesma forma. Segure a linha de um lado, passe a agulha pelo aplique e saia com ela passando pela linha inclinada. Arremate dando alguns nozinhos no avesso. Por fim, com tudo pronto, podem vir os detalhes. Para dar mais textura, por exemplo, você pode colar botões, pedrinhas ou, então, usar uma tinta 3D para tecido. 

Viu só como fazer patchwork não é tão difícil quanto se imagina? Gostou das nossas dicas e está preparado para tentar em casa? Conte suas ideias pra gente aqui nos comentários! 

Sobre o autor

Casa das Artes

Deixar comentário.

Share This