Material para artesanato

Como pintar plástico? Aprenda aqui!

Escrito por Casa das Artes

O surgimento do artesanato se confunde com a própria história da humanidade: exercitamos a criatividade desde a época em que passamos a produzir objetos de barro, ferramentas com ossos e vestimentas com pele de animais. Mas o tempo passou bastante de lá pra cá, e a percepção das pessoas sobre os manufaturados mudou bastante ao longo dos anos.

O artesanato ganhou ares de sofisticação, perdendo o rótulo de produto simplório ou de baixa qualidade. O mercado, como era de se esperar, acompanhou essa evolução e desenvolveu produtos para os mais diversos trabalhos artesanais que conhecemos atualmente.

Hoje, até tarefas que eram consideradas complicadas, como pintar plástico, estão em voga e contam com produtos específicos para sua realização. É sobre isso que falaremos no post de hoje!

Ganhe uma renda extra com trabalhos manuais

Trabalhos manuais também podem ser uma atividade bastante lucrativa. Há 5 anos, por exemplo, os artesãos brasileiros movimentaram quase R$ 50 bilhões. Mesmo que fazer artesanato não seja sua principal fonte de renda, é possível aliar os seus talentos pessoais a uma remuneração extra no fim do mês.

Para quem é criativo, o céu é o limite! A prova está online: uma pesquisa rápida em sites especializados e canais no YouTube revelam uma grande variedade de produtos e artistas mostrando o seu trabalho. 

Animou-se em começar um projeto para complementar a renda e exercitar a sua criatividade? Acompanhe este texto que vamos dar algumas sugestões para você!

Comece a praticar sua técnica com a pintura em plástico

Que tal começar transformando algum objeto plástico que você tenha em casa? Não sabia que é possível pintar o material? É sim, e vamos contar tudo o que você precisa saber para começar o seu projeto.

Para este trabalho de estreia, você vai precisar de:

  • um objeto plástico que você queira transformar (pode ser um recipiente, um prato, ou qualquer coisa que você escolher);
  • jornal ou papelão (lembre-se de isolar com papel a área onde você vai realizar o trabalho para evitar que a tinta manche superfícies como chão, parede ou mesa);
  • lixa fina, pois algumas superfícies necessitam estar lixadas suavemente para que a tinta possa aderir com facilidade. Tintas de melhor qualidade e boa aderência eliminam esta etapa;
  • água e sabão para limpar a superfície que irá receber a tinta e para retirar toda a poeira. Lembre-se de secar o objeto com uma flanela. É importante que ele fique livre de farelinhos ou fiapos para que a pintura fique perfeita;
  • tinta spray nas cores desejadas. Indicamos a tinta Colorgin Plásticos, que tem uma ótima aderência e não precisa de primer ou fundo especial. A aplicação é diretamente no objeto e pode ser usada em superfícies externas e internas;
  • caso não queira ou possua tinta spray, você pode utilizar a seguinte técnica: passar primer para pet na peça, em seguida aplicar duas camadas de tintas acrílica ou Pva, e por fim, selar a arte com verniz acrílico ou geral;
  • stencil, que é um molde com diversos padrões (feito de acetato ou papel resistente) para a aplicação da tinta nas superfícies.

Siga estas recomendações

Para começar, cubra com o papel o local que vai servir de base para o seu trabalho. Áreas externas como varandas são ideais, mas observe como está o dia. Se estiver ventando muito ou se o clima na sua cidade for muito úmido, tome cuidado no momento da aplicação da tinta. 

Dias chuvosos também podem comprometer o andamento do trabalho de pintura do plástico. Vale a pena observar o tempo de secagem do objeto, que pode demorar um pouco mais por conta da umidade.

Para a tinta aderir com facilidade é importante deixar o objeto limpo de poeira ou gordura. Acione o spray a uma distância de 25 cm do objeto ou da superfície a ser colorida. Assim a tinta se espalha uniformemente.

Aguarde 2 minutos antes de começar a segunda demão. Caso haja necessidade de mais demãos, observe sempre esse intervalo entre elas. Deixe o objeto em repouso por aproximadamente 30 minutos antes de tocá-lo. Em condições climáticas favoráveis, você poderá manuseá-lo em aproximadamente 3 horas.

Vale lembrar que o tempo de secagem pode variar por conta do tamanho da superfície, mas para que ela fique totalmente seca — sem risco de “borrar” ou deixar marcas no objeto — aguarde 72 horas.

Adquira os materiais necessários em locais confiáveis

Quem não tem tempo de pesquisar produtos em lojas físicas, tem a internet como grande aliada para realizar os projetos DIY (Do It Yourself, que em português significa “faça você mesmo”).

Dê preferência a uma loja que trabalhe com as melhores marcas do mercado, pois assim você tem a garantia de estar comprando um material de qualidade. Procure sempre por empresas de confiança, buscando recomendações.

Além disso, a compra online é prática, rápida e segura. Muitas pessoas ainda têm receio de fazer aquisições via internet. Para quem não se sente seguro, há a opção de boleto bancário. Desta forma é possível utilizar o seu home banking, pagar o documento em casas lotéricas ou no próprio banco.

Assim como ocorre com qualquer outra produção, para que seu trabalho saia do jeitinho que você imaginou, fique atento às descrições e especificações dos produtos. Observe na hora da compra aspectos como dimensões, cores, texturas, para ter certeza de estar adquirindo exatamente o que você deseja.

Tire todas as suas dúvidas 

Se surgir alguma dúvida no momento da compra online, não deixe de acessar o atendimento via chat. Os atendentes estão sempre prontos para esclarecer qualquer questão ligada aos produtos e às formas de pagamento e envio.

E já que estamos falando de meios virtuais, use-os para divulgar seu trabalho! O bacana de ter presença nas redes sociais é que você pode pesquisar novas técnicas, tirar dúvidas com profissionais mais experientes e fazer parte de uma rede de pessoas que também estão começando. Peça opinião e fique ligado nas dicas que aqueles que estão conhecendo o seu trabalho darão. 

A prática leva à perfeição, e aos poucos você vai pegando o jeito e se arriscando em novos desafios. Seus projetos vão refletir suas habilidades, os pedidos começarão a aparecer e, quando você perceber, já terá se tornado um artesão de mão cheia! Para continuar se aprimorando como artista, é importante se manter atualizado sobre técnicas de como pintar plástico ou outro tipo de trabalho do seu interesse.

Gostou das nossas dicas e quer continuar acompanhando as novidades que compartilhamos? Siga nossa página no Facebook e no Instagram!

Sobre o autor

Casa das Artes

Deixar comentário.

Share This