Dicas de artesanato

Confira 8 dicas de organização para seu ateliê ou oficina

organização para ateliê
Escrito por Casa das Artes

O desenvolvimento de técnicas artísticas funciona como uma terapia, mas também dá trabalho. Para facilitar o dia-a-dia do artista ou do artesão, é preciso manter o local de execução arrumado.

A necessidade é ainda maior se a atividade for a principal fonte de renda da pessoa. Pensando nisso, vamos fornecer algumas dicas de organização para ateliê, oficina e outros ambientes criativos.

Antes de começar, lembre-se: não importa a forma de arte escolhida, afinal, o material e as obras concluídas precisam estar dispostos no espaço sem bagunça. Para atingir esse objetivo, acompanhe o post e saiba como manter tudo no devido lugar!

1. Desapegue de tudo o que não é mais útil

A primeira dica serve para organizar qualquer ambiente. Em vez de se preocupar com a disposição de cada item em um determinado cômodo, comece fazendo uma limpeza para se livrar de tudo o que não tem mais serventia. 

Separe aquilo que você não usa mais, doe o que estiver em bom estado e jogue fora o que for lixo. Dessa forma, será possível diminuir a quantidade de coisas e aumentar o espaço para aquilo que realmente servirá como matéria-prima ou ferramenta.

2. Organize sua bancada

O seu espaço de trabalho provavelmente tem uma bancada, mesa ou outro móvel que sirva para o mesmo fim. Esse local deve estar sempre livre de bagunça para que você consiga posicionar os materiais e utilizá-los da maneira correta.

Não há nada que atrase mais uma tarefa do que interromper o processo para criar um espaço livre e posicionar a matéria-prima ou, então, precisar de uma ferramenta e não encontrar. Para evitar esses problemas, mantenha os utensílios próximos à mão, mas não em cima da bancada. Esta superfície deve ficar o mais livre possível.

Para acomodar as ferramentas mais utilizadas, você pode optar por gavetas, caixas, prateleiras ou nichos. Assim, não precisa ocupar a mesa de trabalho com a disposição dos materiais. O que você usa com mais frequência deve ficar nos espaços mais próximos da bancada, e o que procura apenas de vez em quando pode ser armazenado em outros cantos do cômodo, assim como o estoque de materiais. 

3. Instale um quadro de ferramentas

Ao colocar em prática a dica anterior, você pode instalar um quadro de ferramentas em cima da bancada. É possível criar um modelo utilizando uma placa de compensado com furinhos. 

Na maioria dos casos, as madeireiras fornecem esse produto em tom cru, e você pode pintá-lo com uma cor que decore e facilite a visualização dos equipamentos. Também é possível incluir uma moldura em volta para dar um acabamento mais bonito. 

Após enfeitar e fixar o quadro, use ganchos nos furinhos para pendurar tesouras, alicates, pincéis, réguas, estiletes, linhas e, também, pequenas caixas para agrupar objetos menores, rolos de tecido, papéis, entre outros materiais para artesanato. 

4. Abuse das prateleiras de organização para ateliê

Uma das maneiras de otimizar um local e, consequentemente, mantê-lo arrumado é aproveitar ao máximo o seu espaço vertical. Portanto, além de instalar o quadro de utensílios, abuse das prateleiras.

Elas são econômicas e personalizáveis, e podem ser instaladas da forma que o profissional preferir. O MDF e a tábua de pinus conseguem produzir modelos bem resistentes, pois são materiais fáceis de encontrar em madeireiras. 

5. Recorra a caixas e cestos

Os objetos menores precisam ser agrupados em algum local. Para guardá-los, use caixas ou cestos organizadores. Ambos devem ser dispostos dentro dos armários ou sobre as prateleiras, e os modelos com tampa podem até ser empilhados no chão. 

Outra dica é colocar etiquetas por fora das caixas para que você não precise abrir todas na hora de procurar um objeto. Nesse momento, respeite novamente a regra da ordem de uso: o que é utilizado mais frequentemente fica mais perto e por cima das pilhas, e o que é usado esporadicamente pode ficar mais afastado, nas caixas de baixo. 

6. Setorize tudo

Além da frequência de uso, respeite outras categorias ao guardar os materiais. Coloque matérias-primas do mesmo tipo juntas, assim, quando você precisar de tinta, tecido ou fita, por exemplo, saberá onde estão estes produtos e poderá visualizar todos os modelos disponíveis. 

As ferramentas também devem respeitar esse critério, assim como os outros tipos de pertences do seu ateliê. Arrume as revistas, as fotos e os livros que servem de inspiração em um único canto. Já os documentos devem ficar todos juntos em um local próprio e protegido.

7. Use canos de PVC e organizadores 

Materiais difíceis de acomodar ou que embolam devem ficar pendurados, a exemplo das  correntes usadas para fazer bijuterias. Os rolos de fitas e de linhas podem ser organizados lado a lado, em um cano de PVC pendurado na parede.

As miudezas, como miçangas e botões, devem ser colocadas em potes e caixas com divisórias, tipo colmeias e, de preferência, em modelos que tenham tampa. Assim, você garante que as pecinhas fiquem seguras, separadas e não sejam perdidas.

Para as linhas de costura, faça um organizador utilizando uma caixa e palitos de churrasco. Fixe os palitinhos com cola quente ao longo de toda a caixa e, depois, disponha um rolo de linha em cada um.

8. Organize seus tecidos de forma funcional

Quem trabalha com tecidos costuma adquirir vários modelos. No fim, eles ficam todos embolados em uma gaveta ou armário, e o artesão nem sabe qual estampa e tipo de fibra tem no ateliê.

Para evitar essa confusão, faça vários retângulos de papelão de mesmo tamanho. Em seguida, coloque um retângulo no meio de cada pedaço de tecido e dobre todos, de maneira uniforme. Depois, empilhe ou coloque os retângulos em pé, em uma caixa ou gaveta grande. Assim, será possível organizar e visualizar todas as opções disponíveis quando você abrir o recipiente. 

Outro truque é instalar uma arara ou cabideiro (de madeira, alumínio ou cano de PVC) para pendurar os tecidos em cabides comuns ou barras horizontais. É importante que estas peças suportem o peso de diversos itens.

Não permita que a bagunça se instale e atrapalhe a sua criatividade e o seu trabalho. Aplique as nossas dicas de organização para ateliê e vá fazendo adequações com o tempo, conforme observa suas necessidades e sua rotina no local. 

Gostou do artigo e quer aprender mais sobre artes e artesanato? Assine a nossa newsletter e receba outras dicas!

Sobre o autor

Casa das Artes

Deixar comentário.

Share This