Curso de arte

Entenda como fazer pinturas em MDF

pinturas em MDF
Escrito por Casa das Artes

Muitas pessoas têm encontrado no artesanato um método alternativo para obter uma renda extra. Se você está começando a produzir suas peças, é bem possível que tenha algumas dúvidas, principalmente no que diz respeito às pinturas em MDF.

Por mais simples que pareça à primeira vista, esse processo exige um passo a passo que deve ser seguido à risca para que o seu trabalho final fique livre de falhas e erros. Afinal, pequenos descuidos podem fazer o material inchar, dar diferença na coloração ou até mesmo rachar a tinta, por exemplo. 

Quer descobrir de vez como realizar pinturas em MDF? Continue a leitura e entenda o que é o MDF e como trabalhar esse material!

Saiba o que é MDF

MDF é uma sigla em inglês que define um compensado de madeiras feito a partir da prensagem de diversas fibras de árvores ecologicamente plantadas. O resultado é um produto leve, resistente e fácil de trabalhar, muito utilizado como base para artesanato e para a fabricação de móveis.

Existem diversos objetos produzidos artesanalmente e que utilizam o MDF como base. Para deixá-los mais atrativos, diversas técnicas são utilizadas no acabamento. Mas, antes de executá-las, é fundamental pintar o material.

Descubra como realizar pinturas em MDF

Preste atenção na hora da compra

O segredo para um bom resultado começa na hora da compra da peça. É muito importante que você observe todos os detalhes do objeto e o analise atentamente, com bastante calma. 

Observe se ele possui imperfeições ou áreas muito ásperas e mal acabadas. Sempre é necessário dar uma lixada no MDF, mas, dependendo do estado em que a peça se encontra quando crua, talvez essa etapa faça você perder muito tempo. Se esse for o caso, procure outra base para não ter tanto trabalho.

Use um selante

Antes de iniciar qualquer processo de pintura, o mais recomendado é aplicar um selante no MDF. Assim, você consegue neutralizar os poros que existem na madeira e que acabam sugando a tinta, o que pode fazer com que você tenha que dar mais demãos na pintura.

Para agilizar e aumentar a qualidade do seu trabalho, use a goma laca nos objetos antes de aplicar a tinta. 

Lixe

Não dá para fugir dessa tarefa. Mesmo que o seu MDF venha lisinho e perfeito de fábrica, a cada mão de tinta ou passagem da goma será necessário dar uma lixadinha. Para isso, use uma lixa leve, número 200 ou mais, e lixe toda a superfície e as pontas. Não se esqueça de passar um pano para limpar o seu objeto e retirar todo o pó sobressalente antes de aplicar a tinta base.

Aplique a tinta base

Após lixar, aplique uma demão de tinta branca fosca. É importante que o produto não seja à base de água, pois isso pode fazer o MDF inchar. A tinta acrílica é a mais recomendada.

Para ganhar tempo nesse processo, já que você terá que dar mais do que uma demão de tinta, use pincel somente para pintar os cantos, e rolinho para preencher a superfície. Recomenda-se utilizar o rolo para finalizar a maior parte da pintura, pois ele não deixa marcas como o pincel. 

Repita o processo

Aguarde a secagem da peça para então poder refazer os dois últimos passos: lixar novamente e aplicar a tinta base. Para ter um resultado de qualidade e sem manchas, pode ser necessário realizar até três demãos de tinta.

Realize a técnica que escolheu

Depois que a sua peça já estiver preparada, é hora de finalizá-la com a técnica de sua preferência. Aqui, está permitido soltar sua criatividade! Se a técnica escolhida for cobrir os objetos com tecido, porém, não é necessário aplicar a tinta base, apenas a goma laca já será suficiente para preparar a superfície.

Finalize com o verniz

Para finalizar sua obra, não se esqueça de passar o verniz. Assim, a sua peça ganha uma proteção extra contra arranhões, sujeira e umidade, além de longevidade, podendo durar muitos anos sem perder a beleza. 

Dica extra: resolva o seu problema com as rachaduras!

Especialmente com os iniciantes na pintura em MDF, é muito comum que rachaduras se formem na tinta quando ela começa a secar. Isso pode acontecer por alguns motivos, e um dos principais é o excesso de tinta. Por isso, controle bem a mão para não deixar que o produto se acumule nas laterais.

Outro motivo pode ser o excesso de cola nas junções das peças, um erro de fábrica. Para resolver isso, observe bem a peça antes de iniciar o trabalho. Se notar esse acúmulo, use um pouco de solvente para removê-lo.

Outra observação importante é não deixá-la secando ao sol. A incidência de muito calor sobre a peça também pode causar essa falha. Portanto, preste atenção!

Atenção ao EPI

Para realizar trabalhos manuais, é muito importante se precaver com todos os recursos de segurança necessários. Ao contrário do que muitos pensam, o Equipamento de Proteção Individual (EPI) não é necessário apenas para quem é profissional da área. Qualquer um que for se aventurar nesse mundo deveria fazer uso dele.

Tenha em mente que, mesmo em trabalhos pequenos, o contato com químicos e pós finos pode ser prejudicial à sua saúde. Por isso, não deixe de utilizar os equipamentos abaixo:

Luvas de borracha

Elas são o método mais fácil de impedir o contato com os químicos, que podem causar irritações na pele. Além disso, também previne a sujeira de tinta em suas mãos, que são difíceis de remover.

Máscara para pó

Sempre que for preciso lixar alguma coisa, é muito importante usar uma máscara de proteção. A inalação de pós finos dos materiais pode causar problemas no seu aparelho respiratório. 

Agora que você aprendeu como fazer pinturas em MDF, é hora de colocar a mão na massa e fazer os seus próprios trabalhos! Precisa de uma mãozinha para que tudo fique perfeito? Então aproveite para conferir nossos produtos antes de começar! 

Sobre o autor

Casa das Artes

Deixar comentário.

Share This