Dicas de artesanato

Scrapbook: quais ferramentas usar para fazer o seu

ferramentas para scrapbook
Escrito por Casa das Artes

O scrapbook está em alta e é uma técnica que permite fazer produtos lindos e personalizados para você ou para dar de presente. Após ganhar prática, é possível até vender, pois sempre há clientes procurando por álbuns, lembranças, cadernos especiais, itens de decoração de festa etc. 

Porém, as múltiplas possibilidades confundem, por vezes, quem está começando — principalmente na hora de comprar o material. São tantas opções que o artesão não sabe quais ferramentas para scrapbook adquirir primeiro. 

Para ajudar você nesse começo, listamos os itens básicos e mais indicados ao início da atividade. Continue a leitura e confira!

Ferramentas para scrapbook

Muitos acessórios precisam de um conhecimento avançado da técnica para serem utilizados. Por isso, não saia comprando tudo o que vê pela frente, mesmo que a tentação seja grande e tudo esteja bonito. Comece pelos itens mais simples.

Base de corte

É uma superfície que contém diversas marcações em centímetros. Essa característica ajuda o artesão a tirar as medidas necessárias para cortar o papel.

Além disso, a base cria uma proteção na superfície em que você vai fazer os cortes, protegendo mesas e outros móveis eleitos para a confecção dos trabalhos de scrapbook. 

Estilete

E, por falar em corte, esse item é essencial e conhecido por todos. Porém, não compre qualquer um. Para um corte mais preciso — e para tornar o seu trabalho mais fácil e seguro —, respeite alguns critérios. 

Prefira os estiletes de ponta arredondada, pois eles são manuseados facilmente. Também se certifique de que o produto tenha um corte bem afiado e uma trava de segurança. 

Guilhotina

guilhotina não é um item de extrema necessidade. Quem está começando agora consegue se virar com um bom estilete. 

Porém, ao desenvolver melhor a técnica e começar a fazer uma quantidade maior de produtos, você pode sentir vontade de investir em uma. Isso porque ela é mais rápida e precisa, proporcionando agilidade a quem tem muito papel para cortar. 

Cola

Aí está outro item que já pode fazer parte do seu cotidiano de artesão, mas precisa ser bem escolhido. A mais indicada é a do tipo acid-free, pois os produtos que contêm ácido deixam o papel amarelado com o tempo. 

Apesar de ser um pouco mais cara do que a comum, vale a pena o investimento. O produto rende bastante: basta passar uma fina camada nas extremidades do papel e pronto. Lembre-se de que essa cola seca rápido — portanto, manuseie os pedaços de papel sem demora. 

Fitas dupla face

Detalhes mais finos, como fitas de tecido, tiras e fotos, podem ser colocados com fitas dupla face. Existem dois tipos úteis para o scrapbook: a simples, para as colagens regulares; e a espumada, que consegue dar relevo a alguns elementos.

Tesouras

Além do estilete, os profissionais indicam ter, no mínimo, duas tesouras: uma para o papel e outra para as fitas e materiais autocolantes. Um erro comum dos iniciantes é ter a mesma tesoura para tudo, mas, com o tempo, você vai perceber que a cola da fita e dos adesivos faz com que esse instrumento perca o corte mais rápido. 

Para cortar o papel e fazer círculos ou outras formas perfeitas, você precisa de uma tesoura extremamente afiada. Também é indicado que ela seja fina e com um formato que deslize facilmente.

Quando o trabalho estiver avançado e você começar a usar também os tecidos, é hora de ter uma tesoura só para esse material. Mas deixe para adquiri-la apenas no momento necessário. 

Régua de metal

Trata-se de uma ferramenta necessária ao processo de medir o papel. Ela deve ser de metal (e não de plástico), porque você vai usá-la também na hora do corte com o estilete. Nesse momento, se a régua não for resistente, ficará danificada pela lâmina. 

O tamanho ideal da régua é 30 cm. Se quiser, você pode até investir em outros tamanhos, mas a de 30 é a mais utilizada e a mais versátil para trabalhos diversos. 

Lápis e borracha

Você vai usar o primeiro item para riscar o papel e, nessa tarefa, o lápis (ou a lapiseira) deve ter um grafite fraco, para que a marcação não fique aparente. Já a borracha precisa ser de boa qualidade, para apagar riscos sem dificuldade. Assim, na hora do atrito, ela não desbotará o papel.

Canetas

São essenciais para incluir acabamentos, desenhos e textos. Invista em canetas de boa qualidade e com tinta bonita, para valorizar esses elementos que você vai incluir no scrapbook. Os modelos coloridos e brilhantes, com tinta de gel, são um diferencial bacana, mas tome o cuidado de esperar secar bem, pois podem borrar. 

Ilhós, bailarinas, tachinhas e aplicador

Acessórios bonitos fazem toda a diferença no scrapbook. Por isso, não deixe de incluir essas peças em seus trabalhos. E só é possível colocar o ilhós com a ferramenta certa — portanto, invista em um aplicador. Já as bailarinas e as tachinhas podem ser inseridas com a ajuda de um agulhão ou fazendo um furo com a ponta do estilete. 

Papéis

O momento de escolher os papéis é um dos mais especiais (e deixa o artesão com vontade de comprar tudo). Mas não se empolgue: adquira apenas o necessário para cada projeto, assim você não corre o risco de ficar com um monte de folhas que vai acabar não usando.

O recomendado é trabalhar com 3 estampas em cada produto, sendo que elas precisam harmonizar entre si e ter a mesma paleta de cores. Se preferir, também é possível misturar folhas lisas com estampadas (uma opção mais segura). 

Carimbos, figurinhas e adesivos

Para adicionar mais charme e alegria ao trabalho, você pode incluir decalques ou carimbar figuras nas folhas. Escolha os produtos específicos para esse artesanato, pois eles costumam ter uma qualidade melhor, sem amarelar as folhas com o tempo, e também são mais sofisticados.

É possível mandar fazer itens personalizados, com as estampas do seu gosto, deixando seus scrapbooks com a sua marca. No caso de adesivos, certifique-se de que sejam livres de ácido. 

Com as ferramentas para scrapbook acima, você já terá o básico para produzir as primeiras unidades. Agora, é só se deliciar e descobrir o mundo de possibilidades que há pela frente, além da infinidade de estampas lindas e combinações perfeitas que é possível criar.

E o melhor é que você pode encontrar tudo isso sem sair de casa. Confira as ferramentas disponíveis online na Casa das Artes

Sobre o autor

Casa das Artes

Deixar comentário.

Share This